CPT - Centro de Produções Técnicas

5 dicas para ter sucesso numa franquia

Ser um franqueado de sucesso: eis o objetivo de todos aqueles que já investem ou pensam em investir em franquia. Embora ter êxito no negócio pareça mais fácil no mundo do franchising, para chegar lá é preciso trilhar um longo caminho.

Segundo a Associação Brasileira de Franchising, o setor de franquias faturou 151,247 bilhões de reais em 2016, crescendo 8,3% mesmo em um ano desafiador para a economia nacional. O Brasil tem mais de 2,9 mil redes de franquias ativas, somando um total de 144 mil unidades franqueadas e gerando mais de 1,2 milhão de empregos diretos.


Com números tão positivos, o interesse de investidores em fazer parte do universo do franchising é crescente. Além de entrar em um mercado forte, investir em franquia possibilita começar um negócio com baixo capital: há marcas com investimento inicial de até 10 mil reais e com modelos de atuação home based, o que reduz ainda mais os custos operacionais.

As franquias oferecem ainda um modelo de negócio estruturado e testado, no qual o franqueado conta com o suporte de uma rede com experiência no mercado, o que aumenta as chances de que se dar bem com o empreendimento.

“O papel de qualquer empreendedor é bastante complexo. Os sistemas de franquias vieram para atenuar este grau de complexidade e reduzir significativamente os riscos do empreendimento”, comenta Carlos Pimentel Vergili, consultor da GSPP.

De acordo com uma pesquisa do IBGE, seis em cada dez empresas fecham as portas antes de completar cinco anos no mercado. Em franquias, as chances de sobreviver no mercado aumentam: a taxa de mortalidade em pontos de franquias é de 4,3% nos primeiros cinco anos de operação, segundo dados da consultoria Neoway.

Porém, ter sucesso nesse ramo não é algo que depende apenas da franqueadora: mais do que isso, o franqueado desempenha um papel fundamental no desempenho de sua unidade. Pensando nisso, reunimos cinco dicas de especialistas para ser um franqueado de sucesso. Confira:

Plano de Negócio Aprovado pelo Sebrae


Invista com consciência

O primeiro passo para se tornar um franqueado de sucesso é fazer um bom investimento. Isso quer dizer que é preciso muito planejamento, estudos de mercado e análise pessoal para encontrar a melhor opção de franquia para cada perfil de investidor.

“Esta não é uma compra por impulso. Analisar, comparar e até consultar especialistas do setor pode ser um grande diferencial na hora de tomar uma decisão para se investir em uma nova franquia”, indica Roberto Vautier, especialista em varejo da AGR Consultores.

Ainda que o franqueado seja, em grande parte, responsável pelo desempenho da unidade, apostar em uma rede séria, com modelos bem estruturados, com um suporte que realmente funcione e que ofereça boas condições ao consumidor é decisivo.

Para acertar na escolha e investir com consciência, Roberto aconselha:

“o empreendedor deve atentar para os dados financeiros da empresa, checar se ela possui todas as autorizações necessárias de funcionamento e se os equipamentos estão de acordo com a legislação vigente”.

Além disso, atente-se para as taxas a serem pagas, as estimativas de faturamento e retorno de investimento, direitos e deveres enquanto franqueado.

A análise cuidadosa da Circular de Oferta da Franquia, do contrato de franquia e conversas com outros franqueados da rede ajudam a fundamentar a tomada de decisão.


Identifique-se com a franquia

Dedicar-se a um negócio no qual você acredita e estar ao lado de uma marca compatível com seu perfil e seus valores vai fazer toda a diferença no desempenho da franquia.

“É necessário que o investidor seja apaixonado pelo negócio e sobretudo que ele acredite na empresa e na marca que ele irá representar”, afirma Roberto Vautier.

Assim, na hora de escolher uma franquia, é essencial que o investidor não leve em conta apenas o valor de o investimento inicial ou a previsão de lucro ou faturamento informados pela empresa. Ainda que franquias baratas e lucrativas sejam bastante atrativas, é importante lembrar que esses elementos não podem assegurar o sucesso no longo prazo.

Adquirir um negócio apenas pela rentabilidade que é possível conquistar não é sinônimo de sucesso. Identificar-se, gostar do que faz, fará com que o franqueado crie laços com o negócio que ajudarão muito na inovação e qualidade do serviço ou produto oferecido”, reforça Milena Lidor, especialista em franchising da Franquear Consultoria.

A identificação com o negócio também contribui para que o franqueado mantenha-se por dentro das tendências do segmento em que vai atuar. É importante lembrar que estudos e pesquisas de mercado não se encerram após a escolha da marca e dos treinamentos iniciais: é fundamental continuar atualizado e acompanhar o mercado – especialmente se o investidor ainda não tem experiência na área.

“O franqueado deve ser, no mínimo, interessado pela operação. Ou seja, ele não precisa saber tudo, mas, se for interessado, já significa 50% do seu sucesso”, destaca Luis Henrique Stockler, sócio-presidente da ba}STOCKLER.


Faça uma boa gestão do negócio

Uma boa gestão é crucial em qualquer negócio; nas franquias isso não é diferente. Essa é uma parte que depende ao máximo do franqueado: embora a franqueadora acompanhe o processo prestando suporte, consultoria e esclarecendo dúvidas, é responsabilidade do franqueado estar à frente do negócio, cuidando para que cada detalhe da unidade funcione da melhor forma possível.

Nesse sentido, a gestão financeira é um dos elementos mais importantes. Ficar de olho no fluxo de caixa, ter controle das contas a pagar e a receber e atentar-se à taxa de royalties e fundo de propaganda são atividades que devem fazer parte da rotina de qualquer franqueado.

A organização financeira deve começar antes mesmo da assinatura do contrato de franquia, quando o investidor levanta o capital necessário para iniciar a operação e manter tudo funcionando no início do negócio.

“É preciso ter capital de giro suficiente para manter a operação em funcionamento, mantendo um bom nível de atendimento, até atingir o ponto de equilíbrio estipulado. Dependendo do serviço oferecido, esse prazo pode variar de seis a 36 meses”, explica Roberto Vautier.

Depois da inauguração da unidade, é hora de manter boas práticas na gestão de equipe, controle de documentos e gerenciamento de estoque. Ter noções de administração e saber como manter a rotina do negócio funcionando de ponta a ponta é indispensável – afinal, mesmo nas franquias que não exigem formação específica ou experiência prévia, algumas habilidades são fundamentais para o bom desempenho do negócio.

“Entre os conhecimentos essenciais podemos destacar as noções básicas de administração financeira como: controle de receitas, de custos e a capacidade de expandir o negócio sem comprometer o fluxo do caixa”, pontua o especialista da AGR Consultores.

Para Carlos Pimentel Vergili, desempenhar com eficiência papéis vinculados à gestão mercadológica, comercial, de pessoas, de processos e financeira é um ponto chave para ter uma franquia de sucesso.

“Caso não disponha de alguma destas habilidades, o franqueado deve complementá-las através de sócios, colaboradores ou treinamento específico”, aconselha o consultor da GSPP.

Investir em ferramentas e metodologias que ajudem na gestão da franquia pode ser um diferencial para o sucesso do negócio; vale a pena avaliar quais são os softwares e recomendações da franqueadora nessa área.


Garanta bom atendimento

Atendimento ruim é um problema grande: de nada adianta colocar todas essas dicas em prática, mas deixar clientes insatisfeitos. De acordo com uma pesquisa da Accenture publicada em 2016, 86% dos consumidores brasileiros trocaram uma empresa pela concorrente por conta de mau atendimento. Portanto, ser um franqueado de sucesso está ligado, também, a garantir a satisfação dos clientes.

“É necessário cuidar sempre para oferecer um bom atendimento, seja trabalhando com produtos ou serviços. O cliente precisa sempre sentir que aquele negócio é único, mesmo sendo uma franquia”, opina Pedro Almeida, diretor da Franchise Solutions, consultoria especializada em franquias.

Em franquias nas quais o franqueado é também o responsável pela operação – algo bastante comum nas microfranquias, por exemplo – é fundamental que o profissional saiba equilibrar suas tarefas de gestão e de atendimento ao cliente. Isso significa trabalho redobrado para não deixar a peteca cair em nenhuma das frentes do negócio.

Franqueados que contam com uma equipe de funcionários, apesar de não precisarem cuidar de todo os processos sozinhos, também não estão dispensados de acompanhar de perto a qualidade do atendimento. Nesse caso, é responsabilidade do franqueado gerenciar a contratação de pessoas, os treinamentos necessários para o funcionamento da operação e a manutenção de boas práticas na rotina de trabalho.

“As pessoas devem receber treinamento inicial e continuado em aspectos comportamentais, valores da empresa e marca, produtos e processos de trabalho. O acompanhamento sistemático da equipe com avaliação de desempenho, feedback, coaching e treinamento vão garantir uma equipe de alta performance que certamente refletirá nos resultados do negócio”, avalia Carlos Pimentel Vergili.



Mantenha os padrões da franqueadora

Para muitos, o sonho de empreender está diretamente conectado ao desejo de deixar de obedecer a um superior e ser livre para colocar em prática suas própria ideias. Essa não é a realidade de quem investe em franquia. Ainda que seja possível controlar o próprio negócio e ter muito mais liberdade que um emprego formal, franqueados devem estar preparados para seguir regras e padrões das franqueadoras.

“Um franqueado de sucesso é também um franqueado preocupado em seguir as regras da franquia. Afinal, o investidor que compra uma franquia compra uma experiência comprovada, e, se ele pagou por essa experiência, por que optaria por não seguir as regras do negócio?”, conclui Pedro Almeida.

Se por um lado isso é visto como uma limitação para quem quer seguir as próprias regras, essa é também uma vantagem para investidores que se adaptam a esse perfil. No fim das contas, os padrões e normas das redes são, em grande medida, aquilo que faz com que o negócio efetivamente funcione.

“Uma parcela representativa do sucesso do franqueado está associada a fazer a lição de casa bem feita. Em outras palavras, a implementação rigorosa dessa base de conhecimento (fornecida pelo franqueador) de forma completa ao negócio: valores da marca, processos e procedimentos e instrumentos de gestão” finaliza Carlos.



Franquia 100% On Line!


Já pensou na possibilidade de trabalhar de qualquer lugar do Brasil? Sem precisar manter estoque, matéria-prima ou logística. Venda sandálias, chinelos, mouse pad e capas de celular. Basta um computador e conexão com a internet.


COMO FUNCIONA UMA FRANQUIA ON LINE

1) Você se cadastra

2) Você divulga sua Loja Virtual / E-commerce

3) Pessoas visitam a pagina exclusiva com a SUA MARCA!

4) Escolhem o produto e compram

5) Você libera o pedido para nossa equipe produzir, embalar e enviar o pedido na casa do cliente e PRONTO!

6) VOCÊ LUCRA!


QUERO CONHECER


Fonte: guiafranquiasdesucesso.com/